Brasil_mapa

Nome científico: Estrilda astrild (Linnaeus, 1758)

Ordem: Passeriformes

Família: Estrildidae

Descrição: Mede 9,5cm de comprimento. Proveniente do sul da África, foi introduzida no Brasil provavelmente de carona nos navios negreiros e também trazido propositalmente e solto por portugueses. Possui o bico vermelho, e uma característica máscara de mesmo tom. Garganta e laterais do pescoço mais claras, corpo com listras pardas e ventre avermelhado.

arv-ico
Ambiente:
Vive próximo de cidades e em áreas rurais.
               
    

compus-icoNo campus: Ocorre em todo campus. Voam em bandos de até 50 indivíduos, visitando principalmente o capim colonião (Panicum maximum), oriundo também da África, para alimentar-se de suas sementes. As maiores concentrações desta planta estão nos fragmentos de cerrado e na periferia do campus, onde o capim é aparado com menor freqüência. Visita também o minhocão, alimentando-se das sementes no capim dos jardins internos, assim como registrado na foto. Pode até nidificar nos canteiros dos prédios. Segundo o ornitólogo Dr. Helmut Sick, este pássaro ocorre em Brasília dês de 1964, quando cerca de 50 indivíduos teriam fugido de uma gaiola com 100 exemplares.

 

ovo-icoReprodução: Macho e fêmea constroem o Ninho em formato esférico com entrada lateral, principalmente em cercas vivas e buganvíleas. Com frequência, elabora um pequeno ninho sobre o teto do ninho de baixo, servindo provavelmente para desviar o predador do acesso verdadeiro. Os ovos (3 em média) são brancos e muito pequenos.

Hábitos: Granívoro, come sementes de gramíneas e complementa a alimentação dos filhotes com insetos.