Brasil_mapa

Nome científico: Molothrus bonariensis (Gmelin, 1789)

Ordem: Passeriformes

Família: Icteridae

Descrição: Mede 18cm de comprimento em média, mas possui grande variação. Coloração azul-violeta de brilho metálico, percebido melhor em boas condições de iluminação. Fêmea com coloração parda menos brilhosa. Espécie parasita de ninhos, coloca seus ovos em ninhos de outras aves para que elas os choquem e alimentem seus filhotes.

arv-ico
Ambiente:
Habitam paisagens abertas. Adaptaram-se bem a áreas alteradas como plantações, pastos e até gramados em cidades.

         

compus-icoNo campus: Pode ser visto em bandos alimentando-se de sementes das gramíneas nos gramados da UnB. Quando assustados, levantam vôo conjunto e pousam na árvore mais próxima ou na fachada de algum prédio. Freqüenta também os fragmentos de cerrado, principalmente na estação reprodutiva, em busca de ninhos para serem parasitados. Dentre as aves fotografadas no campus, já foi registrado parasitismo por chopim para as seguintes espécies: joão-de-barro, primavera, tesourinha, suiriri, peitica, bem-te-vi, corruíra, sabiá-do-campo, sabiá-laranjeira, caminheiro-zumbido, tico-tico-do-campo, tico-tico, trinca-ferro, sanhaçu-cinzento, sanhaçu-do-coqueiro, bandoleta, pia-cobra e pardal. Isto dificulta enormemente o sucesso reprodutivo destas espécies em ambientes com abundância de chopim.

ovo-icoReprodução: Não constrói ninho, apenas parasita. A fêmea possui enorme capacidade de botar ovos, permanecendo ativa por até 3 meses, a espreita de oportunidades para colocar seus ovos no ninho de outra ave, normalmente um ovo no ninho de capa hospedeiro, porém, não são raros os casos de vários ovos por ninho. Em um caso mais extremo, foram encontrados 35 ovos de chupim em um ninho de joão-de-barro

Hábitos: Alimenta-se de sementes de gramíneas (granívoro).