As Famílias de seres vivos agrupam gêneros e por sua vez espécies com características comuns. A classe das aves apresenta 120 famílias. Na taxonomia, ramo da ciência que estuda a classificação dos seres vivos, a escrita dos nomes das famílias é caracterizada pelo sufixo “idae”. A família Trochilidae, formada pelos beija-flores, por exemplo, reúne espécies de pequeno porte, bicos normalmente longos, com língua tubular que os possibilitam sugar o néctar das flores, pés bem pequenos, e brilho característico proveniente da microestrutura das penas. Bater de asas em ritmo acelerado que lhes conferem a capacidade de parar em voo e até voar para traz. Assim são compostas as famílias.

Famílias de aves podem ser compostas por dezenas de indivíduos como a numerosa família dos bem-te-vis e outros comedores de insetos (Tyrannidae) com 140 indivíduos, ou podem ser formadas por apenas um indivíduo como no caso da coruja-da-igreja (Tyto furcata) que é a única representante da família Tytonidae, família a parte das outras corujas diante das características peculiares apresentadas por esta espécie.

Conhecer as características e peculiaridades das famílias é uma ótima forma de conseguir chegar a identificação de uma espécie para quem pratica a observação de aves. Dentre essas características estão a forma e tamanho do corpo e do bico, colorações típicas, estilo de voo, hábitos alimentares, timbre das vocalizações e habitats característicos.

Conheça as famílias de aves do Campus!